Vanessa cardui

Vanessa cardui (Linnaeus, 1758)

Classe: Insecta

Ordem: Lepidoptera

Família: Nymphalidae

Género: Vanessa

Nome-comum: Bela-dama

Espécie com uma ampla distribuição abrangendo todos os continentes, excepto a América do Sul e Antártica. Residente das zonas temperadas, migra para o Norte na Primavera. Em Portugal é vulgar, ocupando todo o território.

Esta espécie ocupa uma grande variedade habitats, mas prefere campos abertos floridos e soalheiros.

Os adultos voam entre Março e Outubro, podendo entrar em diapausa (suspendem a reprodução) e hibernar. Esta espécie reproduz-se duas a três vezes por ano (2 ou 3 gerações – bi ou trivoltina). Os ovos, verdes e estriados verticalmente, são postos em diversas plantas, especialmente, cardos (Carduus spp.), acanto-bastardo (Onopordum spp.), malvas (Malva spp.) e urtigas (Urtica spp.), das quais as lagartas se alimentam. As lagartas são espinhosas e escuras com uma linha lateral amarela e anéis amarelos ao longo do corpo. A crisálida é castanha clara e pode hibernar.

As  lagartas desta espécie constroem pequenos ninhos de seda sobre as folhas das plantas hospedeiras como forma de defesa contra predadores. Durante o acasalamento, os machos efectuam voos até ao topo de colinas onde permanecem à espera das fêmeas  – comportamento denominado de “hill-topping. Os adultos podem voar mais de 1500 km durante toda a sua vida. Pela sua preferência por flores e plantas de cardos esta borboleta também é conhecida como vanessa-dos-cardos.

 

Bibliografia:

Maravalhas E, Garcia-Pereira P & Schmitt T. 2003. Monografia (Continente). Família Nymphalidae. In As Borboletas de Portugal. Maravalhas E (ed.). Pp. 254-295.

Redondo V, Gastón J & Vicente JC. 2010. Las Mariposas de España peninsular. Manual Ilustrado de las especies diurnas Y nocturnas. Prames Ediciones. Zaragoza. 405 pp.

Links:

Naturdata

Fauna Europea

EOL Encyclopedia of Life